Método THD – Desarterialização Hemorroidária Transanal guiada por doppler
O método THD é a uma resposta eficaz aos problemas ligados à doença hemorroidária.

Quem sofre ou sofreu de hemorróidas, conhece bem a grave indisposição provocada pela doença: sangramento, prolapso mucoso e dor consequente ao tratamento cirúrgico com métodos tradicionais.

O método THD enfrenta e resolve eficazmente estes problemas: reduz o hiper-fluxo arterial nas hemorróidas e corrige o eventual prolapso reposicionando a mucosa em sua sede natural. O tratamento cirúrgico é realizado numa região desprovida de terminações nervosas limitando, de tal forma, o problema principal dos tratamentos cirúrgicos tradicionais: A DOR.

O tratamento cirúrgico com o método THD além disso é pouco invasivo pois não comporta o corte de tecidos e é muito seguro.

THD é um método avançado no tratamento das hemorróidas pois revoluciona a abordagem cirúrgica à doença hemorroidária, garantindo eficácia do resultado e reduzindo ao mínimo os níveis de invasividade, dor e stress para o paziente.
Alertamos para o conteúdo sensível deste vídeo.
Pode chocar os espetadores mais sensíveis.
  • Ver video
  • THD Slide 3D Demo
    Método THD
    O método THD é realizado pelo cirurgião proctologista através de um equipamento especial para visualizar o canal retal e localizar com precisão e segurança as regiões nas quais intervém.
    Método THD
    A simplicidade de realização e a qualidade dos resultados obtidos graças ao método THD, despertaram grande interesse na comunidade científica e a técnica tem vindo a ser adotada rapidamente.

    Atualmente, são numerosas as clínicas e os hospitais nos quais está a ser introduzido este novo método. Neste website é possível verificar todas as informações a respeito do método e encontrar a resposta de todas as perguntas suscitadas visitando esta página. Para localizar o lugar mais próximo onde pode usufruir desta inovadora técnica, contacte-nos.
    Método THD
    O método THD é uma opção não só para os casos simples mas também para os mais complexos que criam grande indisposição para quem sofre de hemorróidas. Continua a ser, contudo, uma prerrogativa do proctólogo avaliar se há ou não as indicações para o tratamento cirúrgico.
    Onde fazer?
    Clinica dos Montes Claros (Unidade de coloproctologia)
    Av. D. Manuel I n.8
    3030 – 320 Coimbra

    Tel : 239 851 220 ; 239 826 726
    Fax: 239 851 229
    geral@clinicademontesclaros.pt

    Responsável Clínico do Procedimento
  • Prof Dr João Pimentel
  • Chefe de serviço do CHUC
    Professor de Cirurgia da FMUC
    Diretor do centro de coloproctologia de Coimbra
    Presidente eleito da Sociedade Portuguesa de Coloproctologia
    Coordenador do capítulo de coloproctologia da Sociedade Portuguesa de Cirurgia
    Western Regional Reprsentative na European Society of Coloproctology
  • ALVAMED – Clinica Medica Alvalade
    Rua Francisco Stromp Lote B3-31
    1600-464 LISBOA

    Tel : 217 574 465 ; 217 574 466
    alvamed@sapo.pt

    Responsável Clínico do Procedimento
  • Dr. Luís Pimentel Fontes
  • Licenciado em Medicina pela FML.
    Especialista em Cirurgia Geral pela O.M.
    Estágio em Cirurgia do cólon e recto no Hospital St.Mark`s - Londres
    Consultor de Cirurgia geral da carreira médica Hospitalar
    1998 - 2003 - Assessor da Direcção da Unidade Médico-Cirúrgica de Gastroenterologia do Subgrupo Hospitalar Capuchos/Desterro.
    2002 - 2004 “Director do Internato Médico do Subgrupo Hospitalar Capuchos/Desterro
    2005-2011 - Chefe de Serviço de Cirurgia do HMP (2005-2011)
  • Antes
    Após a visita ao proctólogo e, considerada a necessidade da cirurgia, o método THD permite ao paciente enfrentar tranquilamente a preparação e a recuperação pós-operatória. De fato, o método THD permite realizar a operação com diferentes tipos de anestesia e por conseguinte simplifica-a consideravelmente, reduzindo drasticamente os dias de internamento no hospital.
    Depois
    No pós-operatório os pacientes relatam algumas vezes uma sensação de massa e um desconforto que diminui gradualmente após poucos dias e que pode ser controlado com analgésicos comuns. Em todo caso, com o método THD é possível ter alta poucas horas após a cirurgia e retornar às normais atividades nas 24-48 horas seguintes. Não existem complicações graves: pode verificar-se um leve sangramento, mas de poucas horas ou urgência defecatória logo após a operação, situação transitória pois está ligada à cura do prolapso. O tratamento da doença hemorroidária com o método THD pode ser considerado definitivo na maioria dos casos: os riscos de recidivas são muito baixos e as reincidências são muito raras.
    2015 © Todos os direitos reservados.
    Desenvolvimento Netgócio ®
    Utilizamos cookies próprios e de terceiros para lhe oferecer uma melhor experiência e serviço. Para saber que cookies usamos e como os desativar, leia a política de cookies.
    Ao ignorar ou fechar esta mensagem, e exceto se tiver desativado as cookies, está a concordar com o seu uso neste dispositivo.